Nome e Sobrenome – Jaqueline Fernandes

No velado rastro do caminho, que não mais queria fazer de volta pra casa, sua história havia se alojado. Carregava datas sem cronologia, apagava e escrevia poema alheio, colava pedaço do outro, colecionava palavra de morto, acreditava numa linha anônima. Neste ensaio do vazio de si, a história deslocada perambulava como insone a procura da adormecida. E ela raspava, como se eliminando o excesso, o singular apareceria. A insistente história retomava sua narrativa no intervalo dos dias. E ela via, de olhos fechados, uma página na paisagem, linhas mais largas do que o escrito. Alguém lia um livro sem pontuação e ela escutava sem olhos. Muitas estavam ali e ela em todas, mas estava sem a cabeça, era um vestido. Viu também uma porta semiaberta e se encostou pronta com passos firmes. No ombro, um corpo, no braço uma sombra, era só desatar o fossilizado laço de suas certezas. Recebeu em seu ventre, sem rodeios, uma taça e um poema e isso não era noturno. O beijo virou sopro, o divã uma perna. Duas vivas, lado a lado. Era tanto o quando, quanto o tanto. Um inventário saía da saia. A história atrevida se alastrava, levando-a a cada parágrafo a uma nova frase na qual ela se deixava habitar. Entre corte e reparo, reinventou a história e seu nome e sobrenome se escreviam em páginas escritas.

Jaqueline_cada fracasso, um fracasso melhor

Jaqueline_FB_20160801_18_26_48_Saved_Picture (2) (2) (2)

Jaqueline_temos sempre um limiar, uma borda, uma continuidade

Jaqueline_FB_20160801_18_27_22_Saved_Picture (2)

Jaqueline_o íntimo e o extimo

Jaqueline_FB_20160801_18_28_59_Saved_Picture (2) (3)

Jaqueline_FB_20160801_18_29_39_Saved_Picture (2) (2)

Jaqueline_repetição nunca é a mesma coisa

Jaqueline_FB_20160801_18_30_38_Saved_Picture (2)

Jaqueline_o afeto é uma forma de razão, uma transmissão

Sobre Jaqueline Fernandes

Percorro palavras e me movimento em torno da literatura, psicanálise e arte. Leio pinçando, produzo com o que arranco e/ou modifico de sua origem. Recorto cenas de sonhos, adiciono interpretações advindas do divã. Poesia, pintura, contos curtos e maternidade são minhas criações no momento. Nasci em 1968.

Check Also

1_Jaqueline Fernandes_160704_Imagem destacada

A Pré-história da Palavra

a pré-história da palavra maciça de origem e vértebra soletra todo mal-entendido divã é uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *