Blog da Cidadania

Swamiananda (Foto Public Domain)

Calma, respira

A primeira vez que tive contato com uma espécie de técnica de respiração, usada na ioga, foi quando eu tinha mais ou menos oito anos de idade, e a experiência que me levou a aprender essa técnica foi muito traumática, se posso dizer isso. Uma vez fui com alguns primos na casa da colônia de uma fazenda perto do sítio do meu pai. Já sabíamos, ali, da existência de diversos cachorros nada amigáveis que os moradores da casa mantinham soltos, e um deles, em especial, era o mais temido, que se chamava Capeta e era conhecido por ser o tinhoso em pessoa, mas moleques nunca sabem bem o resultado daquilo em que vão se meter… Mal me aproximei da casa, o Capeta já levantou as orelhas e saiu em disparada, estava furioso! Era a primeira vez que um demônio em …

Leia Mais »
Mediamodifier Public Domain

Por que é tão difícil perder peso?

Minhas tias são muito adeptas de todo e qualquer tipo de dietas para perder peso. Elas vivem trocando receitas sobre as mais poderosas dietas, encontradas em revistas de fofocas ou em posts de Facebook. Algumas dessas são bizarras e outras um tanto quanto exóticas, como a dieta do alfabeto pela qual se deve, religiosamente, comer alimentos cujos nomes começam com a primeira letra do alfabeto e segue-se progressivamente até após 23 dias, quando se cumpre a promessa de perder 10 quilos. Nem imagino o que elas comeram com a letra Z… Não é preciso dizer que regimes alimentares e dietas devem ser feitos sob o acompanhamento de profissionais da área: médicos, nutrólogos, nutricionistas e demais especialistas são os únicos qualificados para propor uma dieta alimentar e um programa de bem-estar, pois, para perder peso, não é simplesmente deixar de comer, …

Leia Mais »
Skeeze (Domínio Público)

Lázaro e os ursos comedores de ovos

A praga ressuscitou, estivera congelada por quase 80 anos, sua última vítima fora um cervo. Ao ser enterrado, levou, dentro de si, a praga que ficaria ali morta junto com sua vítima. Todos pensaram que finalmente era o seu fim, que estava morta, mas estavam todos enganados. Num dia qualquer, silenciosamente, ela acordou de seu sono e, como tal era de sua natureza, todos morriam lentamente de seu ataque. Ela não escolhia suas vítimas, morriam animais e humanos. Estavam todos condenados, e a causa, inevitavelmente, foi culpa nossa. Apesar de parecer história de terror, realmente esse episódio aconteceu em 2016 na Sibéria. A praga em questão é a super bactéria Bacillus anthracis, causadora da doença conhecida como antraz, uma doença capaz de matar em poucos dias se não for tratada, pois ela, em sua forma virulenta, é altamente contagiosa e …

Leia Mais »
André Sarria_Public_Domain_stardust19855_1200

Bagana, Beata, Bia e Guimba

Em algumas culturas, é tradição que o ancião fume maconha numa prática religiosa que lhe trará conhecimento e, só depois, ele será capaz de sabiamente analisar a fundo questões importantes de sua comunidade ou tribo. Ao que parece, essa prática possui um fundo cientificamente comprovado. Pequenas doses de THC (Δ9-tetrahidrocanabinol), o ingrediente ativo da maconha, revertem o envelhecimento cerebral de ratos idosos, melhorando sua atividade cognitiva. É isso que diz o estudo publicado, recentemente, na revista Nature Medicine. Nosso corpo possui o chamado sistema endocanabinoide, que é composto de receptores, todos os mamíferos possuem e ele está localizado no cérebro e em todo o sistema nervoso periférico. O sistema endocanabinoide está envolvido em muitas funções biológicas, como respostas ao stress, sensação de dor, apetite, humor e aprendizado. Esse sistema foi descoberto em 1988. Um dos receptores endocanabinoides, produzido pelo nosso …

Leia Mais »
Ilustração: Well, do estúdio Padoca

Insetos se alimentando das folhas de uma árvore interferem na formação de nuvens

Tudo está conectado. Eu, como uma criança que cresceu num sítio cercado pela natureza, aprendi logo cedo sobre essa importante lei dessa natureza. Num dia normal, nos meus 9 anos, saí para pescar com meu pai; era daqueles dias quentes de céu azul com poucas nuvens, e um sol de 40 graus torrando nossos miolos. No meio da pescaria tirei minha camisa empapada pelo suor e a joguei num canto. Meu pai, talvez na intenção de justificar aquele calor, me disse: “Sabia que você faz parte do céu?”. “Claro que sim”, respondi entediado, “O padre Zé me falou que, quando eu morrer, eu vou pra lá”. “Não é isso que eu quero dizer. Tá vendo aquelas nuvens lá em cima? Você sabia que uma parte de você tá lá?” Olhei pra cima e não entendi o que ele estava querendo …

Leia Mais »
Salgadinhos de insetos: nova opção culinária? (Foto André Sarria)

Entre grilos e estômagos vazios

Talvez a grande pergunta para as próximas décadas seja: “Como iremos conseguir alimentar tanta gente?” Estatísticas mostram que, em meados de 2050, a população mundial dará um salto para mais de 10 bilhões de habitantes. Para se ter uma ideia, somente hoje, mais de 800 milhões de pessoas não farão nenhuma refeição por todo o dia, e muitas delas morrerão por conta disso. A maneira como iremos alimentar tanta gente sem destruir o planeta é um dos maiores desafios da humanidade, pois aquecimento global versus água e temperaturas elevadas; terras agriculturáveis versus desmatamentos; controle de pragas agrícolas versus redução de agroquímicos constituem apenas a ponta de um iceberg feito de 10 bilhões de pessoas. Produzir alimentos para todos vai exigir muita criatividade e algumas medidas, eu diria, serão impalatáveis desafios. Digo impalatável porque, em algum momento, teremos de mudar nossos …

Leia Mais »
Ilustração: Mateus S. Nogarol

As irmãs da kombi, suas estrelinhas e açúcares em meteoros

Umas das coisas que eu gostava bastante na minha época de escolinha era a visita das freiras. Elas apareciam na porta da sala de aula quase sempre sem aviso prévio, diziam que queriam falar algumas palavras para se assegurar de que suas estrelinhas estavam seguindo corretamente os santos caminhos propostos. Nunca sabíamos muito bem quando elas iriam aparecer, e suas visitas eram sempre esperadas com muito prazer, pois nos livraríamos, mesmo que por alguns minutos, das atividades da tia Edna. Uma delas era grandona, seu hábito parecia sempre lhe apertar o pescoço, ela dirigia uma Kombi branca. Era engraçado ver aquele monte de irmãs se apertando para caber lá dentro. Ela nos chamava de estrelinhas. Uma das coisas de que eu mais gostava em suas visitas era um jogo que ela fazia com a turma antes de ir embora. A …

Leia Mais »
O grande John (Foto André Sarria / Arquivo Pessoal)

O grande John e suas três patas

Minha família tem em casa o grande John, um cachorrinho que quando filhote se assemelhava a um morceguinho. John é uma mistura de alguma coisa com coisa nenhuma: pretinho, pequeno, magrinho e CHATO! E bota chato nisso! Ele tem um latido histérico e uma coragem que ultrapassa seu limite de tamanho, é daqueles pequeninos que impõem respeito, ou pelo menos ele acha isso. Mas nem tudo é maravilha no reino do poderio do grande John. Um dia, durante uma briga com outros dois vira-latas, ele foi atropelado e, infelizmente, os veterinários tiveram que amputar uma de suas patas traseiras. Após algum tempo de recuperação John voltou a ser o velho chato de sempre, e não perdeu sua dignidade por nenhum momento. Bem, alguma ele perdeu. Suas tentativas de fazer xixi num poste definitivamente não parecem nada digno. John sofre muito com …

Leia Mais »
Ilustração: Well Junio, do estúdio Padoca

O que os cachorros de Seu Pedrinho nos ensinam sobre cooperação?

Seu Pedrinho foi alguém que ficou marcado nas minhas memórias de criança. Ele era daquelas pessoas típicas do interior de São Paulo, como as representadas pelo ator Mazzaropi. Não era dado a luxos, vivia com sua família numa modesta casa num sítio em Cajobi. Não sei por que, mas, ainda hoje, sua imagem me vem à cabeça: ele tinha uma voz rouca… falava baixinho… Possuía uma charrete que usava para vender queijos frescos, e a sua chegada era sempre ouvida a quilômetros de distância pelos latidos de seus mais de vinte cachorros que o acompanhavam em todos os lugares aonde ele ia. Seu Pedrinho os adorava e, ao que parecia, o sentimento era recíproco, pois, em todas as vezes que ele se agachava para fazer seu cigarro, todos os seus cães prontamente o cercavam. Eu, aos oito anos, imaginava a …

Leia Mais »
As galinhas e seu grande potencial

As galinhas que limpavam o quintal da casa de minha avó

Minha avó dizia que galinhas são muito boas pra limpar o quintal. “Elas comem de tudo, comem barata, comem aranha, comem escorpião e comem até cobra”. “Se tiver galinha no quintal nem me preocupo em achar um escorpião dentro da minha botina”. “Elas não deixam um nem pra remédio, são bicho abençoado”, dizia ela enquanto torcia o pescoço de um frango que seria feito na janta daquele dia. Galinhas são bem competentes para controlar pragas em quintais. Elas comem insetos e ajudam a manter um controle sobre eles. Mas além de devoradoras elas também têm desempenhando um importante papel no combate ao mosquito transmissor da malária. Pode parecer um pouco estranho mas é exatamente isso que cientistas suecos descobriram e que foi publicada em julho do ano passado na revista científica “Malaria Journal”. A malária é uma das doenças negligenciáveis …

Leia Mais »