Artigos Recentes

Exposição histórica na Biblioteca Pública Municipal de Campinas, que ajudou a derrubar mitos sobre a África através dos quadrinhos (Foto Martinho Caires)

Biblioteca Municipal de Campinas é território permanente do gibi e do humor gráfico

Muita gente, como eu, teve seus primeiros passos no mundo da leitura através dos gibis. Como eu adorava receber as aventuras do Tarzan, de “caubói” ou da Turma da Mônica, de meus pais ou de meus padrinhos! E de vez em quando eu ia sozinho, de Itamogi a São Sebastião do Paraíso, comprar algum exemplar novo. Com alguma licença, posso até incluir as fotonovelas nessa etapa de preparação para os encantos da literatura. Não é por acaso, então, que acho uma maravilha, uma preciosidade, o trabalho muitas vezes silencioso, sem a repercussão que mereceria, mas permanente e sempre de alta qualidade, que vem sendo feito a favor dos quadrinhos, do cartunismo e do humor gráfico em geral, pela Biblioteca Pública …

Leia Mais »
Campinas, 20 de junho de 2013: movimento de três anos atrás foi um aviso (Foto Adriano Rosa)

Trump, Doria, Crivella: a implosão dos partidos e a crise da democracia

O recado foi dado e é universal. Aconteceu aqui, nos Estados Unidos e há muito ocorre na Europa. As vitórias de Trump (contra as poderosas máquinas republicana e democrata), João Doria (contra os caciques do PSDB, exceto o padrinho Alckmin) e Marcelo Crivella (reafirmando o projeto de poder no segmento neopentecostal) significam, entre outras coisas, a implosão dos partidos como vêm sendo historicamente constituídos e reiteram a projeção dos candidatos-mídia, feitos de acordo com o figurino do espetáculo, das bravatas (ou do bom-mocismo) e do não-diálogo. A democracia em crise e uma mensagem muito clara às oligarquias partidárias, à direita e à esquerda: se não houver renovação, aproximação real com os anseios populares, mais e mais “não-políticos” serão levados aos palácios, municipais, estaduais e federais. No Brasil …

Leia Mais »
Ainda será possível sonhar com um dia de paz azul no Brasil? (Foto José Pedro Martins)

Quando a violência que despedaça o Brasil será olhada como deveria?

Existe um repúdio generalizado no Brasil contra a classe política, e não faltam razões para isso. As últimas eleições municipais confirmaram o descrédito, para dizer o mínimo, que grande parte dos brasileiros está sentindo em relação ao atual sistema de representação, aliás repetindo fenômeno observado na maioria das nações oficialmente democráticas. Entretanto, a mesma indignação não vem sendo observada, entre a sociedade civil e muito menos no poder público, no caso da epidemia que vem matando, literalmente, a alma e o corpo do país. A epidemia da violência, que vem contabilizando mortes e destruindo projetos de vida em escala superior a qualquer conflito armado desde a Segunda Guerra mundial. Não há exagero nessa afirmação. As estatísticas comprovam que a epidemia de violência está tão disseminada no …

Leia Mais »
Acolhendo o Outro, Campinas - qualquer cidade - se reconstrói (Foto Martinho Caires)

Campinas e a terceira diáspora: ética e esperança

Um mundo em movimento, uma vida em transformação. Se ainda havia dúvidas de que a Terra não cessa de girar, e dentro dela todos nós (sim, tem gente que ainda acha que há coisas imutáveis), os tempos atuais confirmam que, pelo contrário, nada está parado. O fluxo de energias, de ideias, de afetos, é constante. A sociedade contemporânea vive essa maravilhosa metamorfose, e na realidade os ciclos vitais estão cada vez mais acelerados. Mudanças rápidas geram incertezas, porque concepções cristalizadas são colocadas em xeque a todo momento. A sensação de insegurança aumenta, corre-se o risco de se apegar a velhas crenças, a ideários ultrapassados, muitas vezes perigosos. Esta é a origem de fundamentalismos, e eles estão vicejando aqui e ali. Uma …

Leia Mais »
Arte, território da liberdade por excelência, o planeta das crianças (Foto Adriano Rosa)

Educação deveria preparar as pessoas para serem crianças, e não adultos encarcerados

Uma grande discussão no Brasil nos últimos tempos sobre os rumos da Educação no país. Os riscos são cada vez maiores de não termos, nunca, ou em um tempo bem distante, uma Educação de qualidade e democrática, inclusiva e transformadora. Não será o momento, também, de se repensar o sentido da Educação? Será que ela deve continuar sendo uma trajetória única e exclusivamente para a formação de um adulto profissionalizado, com determinada função na sociedade? Diante de tudo o que estamos vendo, diante de um cenário de guerras, intolerância e múltiplas modalidades de violência, de falência de uma ampla gama de ideologias, não será o sistema educacional que está em xeque, em todo planeta? E nesse sentido, será que não é …

Leia Mais »