cidadania

CUP (ZP3DRO)

DESCOPA I – AS GUERRAS QUE O FUTEBOL NÃO APAGA

A Arábia Saudita foi goleada pela Rússia na abertura da Copa de 2018. Rússia que persegue homossexuais e acorrenta a imprensa e Arábia Saudita que lidera coalizão árabe contra os houthis que controlam boa parte do Iêmen. Os houthis teriam apoio, inclusive armado, do Irã, que hoje jogou e ganhou do Marrocos. Pelo menos 16 dos 32 países que disputam a competição convivem no momento com episódios de violência extrema, xenofobia, grave crise econômica e outras formas de crueldade e instabilidade. Mas tudo bem, é a Copa mermão! Que o digam os milionários do Brasil comandado pelo Tite campeão de publicidade no país em que, segundo as pesquisas, a maioria está mesmo é preocupada com o caos que nos cerca …

Leia Mais »
Campinas insiste em brilhar (Foto Martinho Caires)

O que o senhor Armindo Dias representa para Campinas

Várias leituras são possíveis a respeito da trajetória do senhor Armindo Dias, empresário falecido neste domingo, 20 de maio, em Campinas. Vou destacar três, que aponto com base no conhecimento que tive dele, como jornalista e acima de tudo morador da cidade que ele, nascido em Portugal, amava tanto, como eu amo. A primeira se refere justamente a sua origem lusitana. Era, portanto, um migrante, como tantos outros cidadãos brasileiros e mundiais que escolheram Campinas para viver. A cidade que abraça o que vem de fora, que acolhe e provoca um diálogo multicultural e multiétnico de enorme potencial. Sim, não se trata de uma conversa fácil, há muitos ruídos nessa comunicação entre tanta gente de raízes distintas, mas o que …

Leia Mais »
Desinfectório Municipal, estruturado nos últimos anos do século 19, como uma das medidas de combate à febre amarela em Campinas, que teve seu maior surto em 1889. O Desinfectório foi construído ao lado da atual Praça Carlos Gomes, onde agora funciona a Escola Carlos Gomes. Ao fundo, na foto, as palmeiras imperiais então em crescimento. (Foto Acervo MIS-Campinas)

Febre amarela, epidemia de desacertos

22 de janeiro de 2018, um dia muito triste para a saúde pública de Campinas e do Brasil. A partir de hoje apenas pode ser vacinado contra a febre amarela quem comprovar residência na cidade. Decisão questionável por vários motivos mas um deles tem sido esquecido. A Campinas que veta as vacinas – temporariamente, afirma-se – para quem é “de fora” é a mesma que, no final do século 19, superou a tragédia da febre amarela com a ajuda fundamental de outras cidades, sobretudo da principal delas na época, o Rio de Janeiro, então capital do Império e, depois, da República. Não é por acaso, é bom lembrar sempre, que a Praça Imprensa Fluminense, no Centro de Convivência Cultural, tem …

Leia Mais »
A seca que devasta o Nordeste há seis anos vai aparece nas discussões do Fórum?  (Foto Adriano Rosa)

Fórum em Campinas marginaliza maiores desafios ambientais no Brasil e agenda planetária

Entre 10 e 12 de julho Campinas sedia o Fórum Brasil de Gestão Ambiental, que vem sendo apresentado pela Prefeitura Municipal como “o maior evento ambiental do pais em 2017”. A realização é da Frente Nacional de Prefeitos, presidida pelo prefeito Jonas Donizette, e pela ANAMMA, presidida pelo secretário municipal do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Rogério Menezes. A programação oficial, divulgada no site do evento e que reúne atividades muito interessantes, com a participação de profissionais e organizações sérias, mostra entretanto que alguns dos maiores desafios ambientais em curso no Brasil serão marginalizados, como o uso intensivo de agrotóxicos, o avanço dos organismos geneticamente modificados (OGMs), a escalada da devastação na Amazônia e a seca que devasta o …

Leia Mais »
Jonas Donizette é o primeiro presidente da Frente Nacional de Prefeitos que não é de uma capital estadual (Foto José Pedro Martins)

Qual será o legado do prefeito Jonas Donizette para Campinas?

Jonas Donizette foi aclamado presidente da Frente Nacional de Prefeitos na semana passada. Campinas em destaque no municipalismo brasileiro, uma honra para a cidade, é um bom momento para Jonas começar a pensar no seu legado. Este é o maior patrimônio de um político, o que ele deixa para as novas gerações, o que é materializado em uma imagem que a população faz dele. E a imagem do atual prefeito de Campinas ainda não está consolidada. Há defensores fervorosos e críticos extremados. Mais um natural de Minas Gerais a fazer carreira política vitoriosa em Campinas, Jonas Donizette foi eleito para o primeiro mandato de prefeito em 2012 cercado de enorme expectativa. Há mais de duas décadas o poder municipal enfrenta turbulências, com reflexo direto …

Leia Mais »