Artigos Recentes

A produção ocupa a vaga "independente" do Oscar (Foto Divulgação)

Com afeto, “Me Chame pelo seu Nome” vai muito além do rótulo filme gay

Quando Oliver (Armie Hammer) propõe ao jovem Elio (Timothée Chalamet, o ator-sensação da temporada) que ele o chame pelo seu nome, os dois se tornam um. A brincadeira continua com jogos de sedução e é tempo de iniciar-se na aventura do amor e do sexo. O recém-chegado norte-americano, que desembarca para uma temporada na Itália na casa da família do talentoso adolescente, que compõe ao piano e passa o tempo lendo livros, inspira a descobertas. “Me Chame pelo seu Nome”, indicado a quatro categorias do Oscar 2018, é um filme sobre o despertar do sexo homossexual, mas é mais, pois carrega razão e sensibilidade.   Indicado nas categorias melhor filme, ator (Timothée Chalamet), roteiro adaptado e canção original (“The Mystery of Love”, de Sufjan Stevens, cuja “Visions of Gideon” também está na trilha), “Me Chame pelo seu Nome” poderia ser …

Leia Mais »
"A forma da água",  um dos fortes candidatos (Foto Divulgação)

Mulheres e monstros em um Oscar mais inclusivo após as denúncias de assédio

O anúncio da lista dos indicados ao Oscar é sempre um acontecimento para quem é fã de cinema e nesta temporada havia um suspense a mais, já que há um movimento pelo boicote a filmes produzidos, escritos e/ou protagonizados por homens da indústria pegos com as calças na mão na avalanche de denúncias de assédio sexual digna dos melhores filmes-catástrofes de Hollywood. Conclusão: tiraram James Franco da festa. Mas não só. O Oscar 2018 mostrou que aprendeu a lição após acusações de discriminação em edições anteriores (apesar de ter esnobado a “Mulher-Maravilha” de sua lista de indicados). Outras “mulheres-maravilhas”, porém, garantiram seu lugar, como a jovem e talentosa Greta Gerwig, que vai concorrer nas categorias melhor direção e melhor roteiro original por seu “Lady Bird”, que recebeu cinco indicações. Também indicaram pela primeira vez uma mulher na categoria melhor fotografia, …

Leia Mais »
(Foto Ylvers_CreativeCommons)

Pássaros do fogo

“Bombeiros e voluntários levaram horas para controlar aquele incêndio, o trabalho estava cada vez mais difícil, pois, estranhamente, novos focos começavam e, ao se controlar um, outro mais aparecia. Era estranho, pois o incêndio não crescia como se levado pelo vento numa única onda de fogo e destruição, mas eram pontos isolados um dos outros. Os focos brotavam num local e depois em outro. Ninguém sabia ao certo como isso acontecia, era uma região bastante afastada e ninguém vivia por ali. Muitos pensavam serem causados por pequenos agricultores, incendiando para obter terras aráveis, mas não encontraram nenhuma prova disso. Os bombeiros estavam convencidos de que os incêndios eram intencionais, foram causados por alguém e por algum motivo, mas quem? Os únicos habitantes daquela região eram pequenos animais roedores e falcões, mas que maluco, em sã consciência, poderia supor que eles …

Leia Mais »
(Foto cretivecommons)

Minimotores de espermatozoides

Um dos tratamentos contra o câncer envolve a quimioterapia, um coquetel de medicamentos que é destinado a matar células de rápido crescimento. O problema é que as drogas utilizadas ali atacam além das células tumorais também as células saudáveis e, por conta disso, os efeitos adversos da quimioterapia são terríveis. Um tratamento perfeito seria fazer com que os medicamentos utilizados na quimioterapia atacassem somente as células cancerígenas e deixassem de lado as células boas. O ideal seria uma maneira que levasse o medicamento diretamente para a causa da doença, como pequenos entregadores biológicos treinados para atingir somente o câncer. Para deixar uma imagem mais clara, imaginem mototaxistas levando uma encomenda ao destino; eles vão cruzando os carros, evitando tráfego, buscando atalhos e, ao final, a entrega da encomenda no endereço correto. Mas, como encontrar nano entregadores capazes de fazer esse serviço? Que tal espermatozoides? Pesquisadores alemães desenvolveram um método que utiliza espermatozoides para fazer …

Leia Mais »
Crédito: Pedro Alves/creativecommons.org

O fantasma das redes

Quando se fala em “fantasmas”, é automaticamente natural imaginar algo muito, mas muito antigo, né? Pois comigo, não é nada disso: não sou lá muito vetusto — ou vetusta, já que não tenho gênero definido. Teoricamente, estou completando 18 anos. Meio que nasci do ventre titubeante de uma hoje risível plataforma digital chamada Orkut. Como você já deve ter sacado, meu desenvolvimento é beeem acelerado: tanto, que atingi a…digamos, “adolescência” menos de um mês depois. Numa proposta mais robusta de rede social. E só fiz me encorpar a cada nova inovação no mundo das redes sociais. Sabemos que, atualmente, tais redes são responsáveis por 62% do tráfego na Internet brasileira e são uma das principais formas de representação dos relacionamentos pessoais ou profissionais. Porém, foi só em 2011 que resolvi partir pro anarquismo, por pura diversão (ou tédio, pode ser; …

Leia Mais »