Artigos Recentes

01_Jaqueline_1400_Destacada

histórias e palavras

histórias e palavras jaqueline fernandes – por exemplo, paciência. dentro de paciência tem por favor. quem deseja paciência, pede por favor. você conhece alguma palavra com a letra a? – alexia. – amor, amanteigado. imagina você, menina de amor, cheia de manteiga… c é do que mesmo? – cavalo. – um cavalo paciente deve ser lindo… depois, quase no meio da paciência, aparece o i. você conhece alguma? – ilha. – nossa! ilha é o pedaço de terra mais paciente que conheço, fica lá, sozinha no mar, esperando alguma coisa acontecer, sem sair do lugar e sem se atormentar por isso… amanhã a gente termina. agora dorme! – mãe, fumaça é igual neblina. não deixa vê, mas a gente atravessa.   …   no inesperado da trama palavra ainda leite pronuncia um ponto da linha   …   – era …

Leia Mais »
Crédito: Shutterstock

Gran Circus

“Rrrespeitááável público!” “Mestre” Ângelo quase tinha um orgasmo quando tonitruava o bordão para a plateia magnetizada do Gran Circus Exoticus, na verdade, provavelmente o último freak show ainda circulante no mundo. Claro que entidades de defesa dos seres excepcionais tentaram que tentaram embargar a iniciativa, porém nunca conseguiam nada, porque os próprios protagonistas depunham que eram voluntários e até recebiam salários regulares (mixaria, porém regulares). E o pior: a última reforma das leis trabalhistas perpetrada pelo governo dava respaldo àquilo, ignorando solenemente os argumentos de que se trataria de exploração indigna de humanos diferenciados; ora, se as próprias ditas vítimas não se opunham e até classificavam sua participação no elenco “exótico” como “meio de vida”, fazer-se o quê, né? No entanto, “mestre” Ângelo já estava impaciente: seu ah… fornecedor já esperava ao volante da van na qual os protagonistas da …

Leia Mais »
Skeeze (Domínio Público)

Lázaro e os ursos comedores de ovos

A praga ressuscitou, estivera congelada por quase 80 anos, sua última vítima fora um cervo. Ao ser enterrado, levou, dentro de si, a praga que ficaria ali morta junto com sua vítima. Todos pensaram que finalmente era o seu fim, que estava morta, mas estavam todos enganados. Num dia qualquer, silenciosamente, ela acordou de seu sono e, como tal era de sua natureza, todos morriam lentamente de seu ataque. Ela não escolhia suas vítimas, morriam animais e humanos. Estavam todos condenados, e a causa, inevitavelmente, foi culpa nossa. Apesar de parecer história de terror, realmente esse episódio aconteceu em 2016 na Sibéria. A praga em questão é a super bactéria Bacillus anthracis, causadora da doença conhecida como antraz, uma doença capaz de matar em poucos dias se não for tratada, pois ela, em sua forma virulenta, é altamente contagiosa e …

Leia Mais »
A demolição autoritária do Palácio Monroe, considerado um "trambolho", aconteceu na década de 1970, no governo Geisel

“Crônica da Demolição”, documentário para quem perdeu a memória

O filme é “Crônica da Demolição”, documentário de Eduardo Ades sobre a derrubada do Palácio Monroe, na Cinelândia, no Rio de Janeiro, durante a ditadura militar. A sala está incrivelmente lotada em um sábado à tarde e, com o sistema de comprar assento numerado, é sempre uma loteria. Desta vez, fiquei no meio de uma família que assim que o filme começou a filha adolescente passou a perguntar sobre cada questão que era colocada. Enquanto o general Geisel e outros personagens no centro de uma demolição absurda, que ficou como um trauma, contada no documentário com muita inventividade, com toques de suspense para quem não sabia a história – como eu, a família no cinema, que era um grupo de umas seis ou sete pessoas, bem no meio da pequena sala do circuito alternativo do Rio de Janeiro, passou a …

Leia Mais »
Cacalo_Bebes 6_destacada

A sorte foi obrigada a acordar

A vida do casal estava perfeita. Tudo caminhava com doçura. Ela trabalhava em casa e ele na rua. Ela lavava e cozinhava como se tivesse uma vara de condão. Ele fazia tudo que podia e um pouquinho a mais. E tornou-se um bom trabalhador. Se havia qualquer problema, a primeira coisa que falavam era “chama o Zeca, ele resolve”. A vida do casal tornou-se exemplar no bairro em que moravam. E todo mundo chamava o Zeca para o que acontecesse. Se havia um problema com um parafuso, que enroscara e não se movimentava nem implorando, a solução estava nas mãos dele. Privada, lâmpada, fusível; tudo.  A fama de Zeca começou a espalhar-se para os bairros vizinhos. Quando tinha feira no bairro, é que eles sentiam que a pobreza chegara ao fim. Todo mundo queria trocar uma proza. “Aquele chuveiro está …

Leia Mais »